Constância – Javali e fataça à mesa em dois novos eventos gastronómicos



De uma assentada, o Município de Constância avança este ano com dois novos eventos gastronómicos, o primeiro, de 27 de abril a 12 de maio dedicado à fataça, e o segundo, de 28 de setembro a 13 de outubro, com javali como tema e sugestão gastronómica para quem visite o concelho e os restaurantes aderentes.

Os eventos foram apresentados publicamente durante uma conferência de imprensa realizada no dia 26 de Março, no restaurante D. José Pinhão, um dos cinco que participa na iniciativa. Os outros restaurantes aderentes são o Leopoldina Tavernas, Os Lusíadas, Pezinhos no Rio e Vila Camões, todos localizados na vila-poema.

Para a escolha da temática dos festivais gastronómicos, houve a preocupação de não imitar nem copiar outros eventos similares realizados na região. Essa diferenciação assentou numa espécie de peixe que existe em abundância nos rios Tejo e Zêzere e numa espécie selvagem que é presença frequente nas freguesias rurais do Concelho.

Na conferência de imprensa em que participaram, além do Presidente da Câmara, representantes dos restaurantes aderentes, Sérgio Oliveira explicou que são dois os objetivos essenciais dos eventos: “por um lado dar a conhecer aquilo que melhor o concelho tem a nível de gastronomia e, por outro lado, incentivar a restauração local, trazendo pessoas à vila para que frequentem os nossos restaurantes”.

O autarca fez questão de salientar a qualidade dos restaurantes do concelho, “numa altura em que felizmente na vila assistimos, nas últimas semanas, à abertura de um conjunto de novos espaços que dão uma dinâmica diferente ao concelho e em especial à vila”.

Quanto à escolha dos temas dos festivais, o presidente da Câmara explica que “a fataça tem uma longa tradição ligada à vila de Constância, aos rios e à atividade marítima que marcou durante séculos toda a atividade comercial no Concelho”.

O javali “sempre foi confecionado nas outras duas freguesias – em Santa Margarida e em Montalvo – mais rurais, onde a caça deste animal selvagem sempre teve um peso significativo”.

Tendo como principal papel, a promoção e divulgação dos eventos, o município pretende desta forma “dar um sinal de apoio à restauração local, de incentivo e de projeção dos nossos restaurantes no exterior”, sublinhou Sérgio Oliveira.

Falando em nome dos empresários da restauração, Fernando Pereira, proprietário do restaurante D. José Pinhão, disse ser aquela “uma iniciativa louvável e de manter, essencialmente para colocar Constância no circuito gastronómico e turístico”. Para o empresário, a atividade da restauração “é uma mais-valia para a promoção do concelho”.

Fernando Pereira considera importante haver “uma aposta nos produtos endógenos da região” porque isso “é mais um fator para que as pessoas venham a Constância e aos nossos restaurantes”.

Sem querer revelar para já os pratos a apresentar durante os eventos gastronómicos, os representantes dos restaurantes referem as várias formas de confecionar a fataça: frita, assada no forno, grelhada, entre outras. Também o javali pode ser apresentado em chanfana, guisado ou no forno, mas anunciam-se surpresas que para já estão no segredo dos restaurantes.

Todos os intervenientes concordam com a necessidade de “promover Constância”, sendo a gastronomia uma das formas utilizadas.

O presidente da Câmara complementa recordando o que tem defendido nesta e noutras ocasiões: “o concelho só se desenvolve se o município for amigo da iniciativa privada”.



Gostou deste Post?

Speak Your Mind

*

Criação de Blogues e Sites em Wordpress | MisterWP