Detidos por caça Ilegal

Figueira de Castelo Rodrigo – Detido por caça ilegal

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Proteção Ambiental da Guarda, ontem, dia 2 de fevereiro, deteve um homem com 33 anos, por caça ilegal, na localidade de Figueira de Castelo Rodrigo.

No âmbito de uma ação de fiscalização ao exercício da caça, os militares detetaram o suspeito a caçar numa na faixa de proteção de instalações industriais e de criação animal, pelo que foi detido.

Foi apreendido o seguinte material, de que se destaca:

Uma arma de caça;
30 cartuchos cheios;
Um estojo de arma;
Um cadeado de gatilho.
Os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Figueira de Castelo Rodrigo.

Foto de Figueira de Castelo Rodrigo – Detido por caça ilegal

 

Izeda – Detido por caça ilegal

O Comando Territorial de Bragança, através da Equipa de Proteção Florestal de Bragança, deteve no dia 2 de fevereiro, um homem de 66 anos, por caça com recurso a meio não permitido, em Izeda.

No decorrer de uma ação de fiscalização os militares detiveram um homem a caçar aves, através de meios não permitidos, nomeadamente o chamariz, o que culminou na sua detenção.

Na sequência das diligências policiais foram apreendidas uma arma, uma mochila, 125 cartuchos e 48 invólucros.

O detido foi constituído arguido e, após ter sido presente ontem, dia 3 de fevereiro, no Tribunal Judicial de Bragança, foi condenado a oito meses de pena suspensa e 80 dias de trabalho comunitário.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e sapatos

 

 

Mirandela – Dois detidos por caça ilegal com chamariz

O Comando Territorial de Bragança, através do Núcleo de Proteção Ambiental de Mirandela, no dia 2 de fevereiro, deteve dois homens de 59 e 60 anos por caça por meio não permitido, no concelho de Mirandela.

No âmbito de uma fiscalização ao ato venatório, os militares abordaram os dois caçadores quando estavam a caçar tordos através de dois chamarizes, que são meios não permitidos, em zona de caça municipal da Beira Tua. Da ação policial, destaca-se a apreensão de dois aparelhos radiofónicos (chamariz), duas armas de fogo e a elaboração de dois autos de contraordenação à legislação da caça.

Os dois detidos foram notificados para comparecer no Tribunal Judicial de Mirandela, ontem, dia 3 de fevereiro. A um deles foi decretado o pagamento de 300 euros a uma instituição de solidariedade de Mirandela, ao outro 60 horas de trabalho comunitário.

Nenhuma descrição de foto disponível.

 

 

Detido por caça ilegal em Alvite – Cabeceiras de Basto

O Comando Territorial de Braga, através do Núcleo de Proteção Ambiental de Fafe, no dia 30 de janeiro, deteve um homem, de 48 anos, por exercício de caça em zona condicionada sem consentimento da entidade gestora, em Alvite – Cabeceiras de Basto.

No âmbito de uma ação de fiscalização de caça, os militares abordaram o caçador, que exercia o ato venatório em terrenos de Zona de Caça Municipal de Cabeceiras de Basto sem autorização. Na sequência das diligências policiais foi apreendida uma espingarda e dois cartuchos.

O detido foi constituído arguido e os factos participados ao Tribunal Judicial de Cabeceiras de Basto.

Criação de Blogues e Sites em Wordpress | MisterWP