Doença do coelho põe em risco época de caça



Abre este domingo a época de caça rainha em Portugal, com a caça ao coelho-bravo e à lebre. Mas a doença hemorrágica viral, que terá morto grande parte da população de coelhos, faz antever uma época “terrível”.
“Desapareceu, em cada zona de caça, mais de 50% da população de coelho-bravo. Hoje, metade das zonas de caça não tem população de coelho-bravo para abrir”. A garantia é dada ao JN por Jacinto Amaro, presidente da Federação Portuguesa de Caça (FENCAÇA), adiantando que várias zonas de caça irão apenas fazer aberturas simbólicas e muitas poderão mesmo nem sequer abrir para se tentar “precaver” para o próximo ano.
O cenário, que deixa antever um “ano de caça terrível”, é confirmado pelo presidente da Associação Nacional de Proprietários e Produtores de Caça (ANPC).

Fonte: Jornal de Noticias



Gostou deste Post?

Speak Your Mind

*

Criação de Blogues e Sites em Wordpress | MisterWP