Finlândia vai abrir a caça a espécies protegidas



O Ministério da Agricultura e Silvicultura quer aumentar o numero de espécies caçáveis, incluindo animais protegidos e em perigo de extinção.

O objetivo é reduzir a população de linces em 20%, assegurando no entanto que os caçadores têm caça suficiente.

O Ministério considera que a população de lince aumentou muito e decidiu oferecer um número extra de autorizações para abate desta espécie, mais precisamente 589, cerca de 25 por cento mais do que no ano passado.

Os linces podem causar muitos danos nos veados pequenos, sendo que os caçadores foram obrigados a parar de caçar veados , de acordo com o assessor do Ministério.

A população de lince finlandês quase duplicou em cinco anos, de acordo com o Instituto de Investigação das Pescas e Caça da Finlândia, e tem atualmente mais de 2500 indivíduos adultos .

O Ministério está também a considerar adicionar a foca anelada do Báltico à lista de espécies cinegéticas . Os caçadores que a desejem caçar têm de pedir uma autorização especial.

As autoridades estão também a desenvolver um plano de gestão da população do glutão que poderá permitir a emissão de licenças especiais para caçar este animal.

Segundo a Administração os glutões têm feito estragos às populações de renas, e os seus danos ascendem a mais de 3,5 milhões de euros em perdas anuais . A inclusão da espécie na lista de animais que podem ser caçados vai representar uma grande mudança pois foi protegido durante 30 anos.



Gostou deste Post?

Speak Your Mind

*

Criação de Blogues e Sites em Wordpress | MisterWP