Há quase 250 mil caçadores com carta

A 31 de Maio de 2018 (fim da época venatória 2017/2018) existiam em Portugal 247.589 cidadãos titulares de carta de caçador, segundo o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). Lisboa é o distrito com maior número de registos (34.116), seguido por Santarém (20.314) e Setúbal (19.074). Mais a norte, o distrito de Braga surge na quarta posição (18.6059), logo seguido por Leiria (17.172) e Porto (15.265).

Entre associativas, municipais, nacionais e turísticas existem 5.052 zonas de caça, que se espalham por uma área de 7.012.480 hectares. As zonas de caça do tipo associativo são as mais representativas a nível nacional, quer em termos de número (2.712), quer de área ocupada (3.116.438).

Na época venatória 2017/2018, os tordos foram a espécie com mais peças abatidas, num total de 1.085493 aves caçadas. Seguem-se os pombos (149.985), os coelhos bravos (130.565) e a perdiz vermelha (123.384). O número de raposas caçadas foi igualmente significativo, com 11.056 animais abatidos.

No que respeita à caça grossa, a espécie mais abatida foi o javali (23.208 peças). Seguem-se os veados (1.924) e os gamos (639).

De acordo com o ICNF, há 512 matilhas em Portugal.

Fonte: Publico

Criação de Blogues e Sites em Wordpress | MisterWP

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com