Luxemburgo – Governo incentiva cantinas e restaurantes a servir carne de javali

Os caçadores do Luxemburgo estão preocupados com a quebra atual no consumo de carne de javali, um animal que se torna extremamente nocivo para a agricultura quando prolifera nos campos em excesso.

O interesse por este tipo de carne caiu bastante e hoje não vale mais do que dois euros o quilo e desmotiva os caçadores, afirmou o ministro da Agricultura, Romain Schneider, em resposta a uma pergunta parlamentar da deputada Martine Hansen (CSV).

Esta diminuição não tem, necessariamente, a ver com a peste suína, que chegou em 2018, à vizinha Bélgica. Até porque esta doença não se transmite ao homem.

A peste não atravessou a fronteira mas isso não impede que os caçadores do Luxemburgo sejam obrigados, desde 2012, a eliminar um certo número de animais para regular a sua população e impedir danos avultados nas culturas.

O Ministério da Agricultura está empenhado em valorizar a carne de javali, propondo, por exemplo, um acréscimo do seu consumo nos restaurantes e nas cantinas públicas. Uma campanha de sensibilização nesse sentido vai ser lançada com a colaboração da Federação dos Caçadores e da Administração da Natureza e das Florestas.

Fonte: wort.lu

Criação de Blogues e Sites em Wordpress | MisterWP

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com