Perdiz dada como extinta em Portugal avistada em Trás-os-Montes



O jornalista da RTP Luís Henrique Pereira anunciou hoje ter registado, em vídeo e fotografia, a perdiz-cinzenta no Nordeste Transmontano, na Serra de Montesinho, quando a espécie não era avistada em Portugal, “no mínimo, há 60 anos”.

Em declarações à Lusa, o jornalista afirmou ter redescoberto esta espécie dada como extinta em Portugal “por acaso, no dia 25 de maio, no âmbito de filmagens para um documentário sobre borboletas” realizadas pela equipa do programa da RTP “Vida Animal em Portugal e no Mundo”.

“Foram vistos oito exemplares de perdiz-cinzenta, que supomos serem quatro casais”, acrescentou Luís Henrique.

A espécie, também conhecida como charrela, é endémica da região ibero pirenaica e tem estado em forte declínio em várias regiões da Europa, disse, acrescentando que a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (Spea) referiu que a perdiz-cinzenta “não era vista em Portugal, no mínimo, há 60 anos”.

“Penso que estamos perante uma descoberta muito importante para a avifauna em Portugal, a charrela ou perdiz-cinzenta tinha desaparecido do nosso território. Conhecem-se populações no Norte de Espanha, mas em Portugal não aparecia, de facto, há muito tempo”, disse.

Luís Henrique Pereira, recentemente galardoado com o Prémio FAPAS (Fundo de Proteção Para os Animais Selvagens), espera que a espécie tenha voltado a nidificar em Portugal.

“Estamos a todo o tempo atentos e expectantes, o trabalho no terreno não tem parado. Se o avistamento foi muito importante, há agora que comprovar o possível regresso da nidificação da perdiz-cinzenta”, concluiu.

perdizcha3302



Gostou deste Post?

Speak Your Mind

*

Criação de Blogues e Sites em Wordpress | MisterWP

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com