Quem Somos

Ortega y Gasset, considera a caça como “uma grande pedagogia e um dos métodos preferidos para educar o carácter.”

A evolução do homem foi naturalmente lenta, passando por várias fases de transformação. Nesta evolução, a caça foi sempre uma força que inspirou a veia artística do homem. A prová-lo estão as inúmeras pinturas e gravuras espalhadas pelo mundo.

O ato de caçar terá sido, em tempos ancestrais, uma das atividades fundamentais da nossa espécie, consistindo na simples captura de exemplares de fauna bravia, tendo em vista fundamentalmente a alimentação, o vestuário e a defesa de grupo.

Atualmente, a caça praticada hoje em dia pelo caçador, pertencente a sociedades industrializadas, resulta de uma paixão em não renunciar a um prazer ainda existente nos humanos, o qual pugna por sobreviver e passar de geração em geração.

Importa referir que nos territórios mais interiores do nosso país, onde o despovoamento e abandono de práticas agrícolas têm sido uma constante desde o final do século passado, a actividade cinegética tem surgido como substituto da prática agrícola, garantindo a necessária criação de condições (alimento, mosaico, refúgio) para as principais espécies cinegéticas. Promovendo desta maneira o turismo e o desenvolvimento local de algumas regiões de Portugal.

É objectivo deste site a promoção e a defesa do sector cinegético, enquanto actividade com preocupações ecológicas e conservacionistas, dando ainda conhecimento das mais recentes novidades em termos de armas, munições, óptica e outros equipamentos relevantes para a prática desta actividade, bem como de eventos e feiras e noticias.

Há quem diga que:
“Se quer ser feliz por uma hora, embebede-se, se quer ser feliz por três dias, case-se, se quer ser feliz por oito dias, mate o seu porco e coma-o, se quer ser feliz para sempre aprenda a caçar e a pescar”

Votos de jornadas cinegéticas plenas de sucesso!

 

Criação de Blogues e Sites em Wordpress | MisterWP

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com